Josie Alves e Flávio Gimenez

Do detalhe que uniu seus olhares, ao suspiro e sussurro exclusivos dos dois, aos elos individuais que se entrelaçaram para formar a corrente da família, a cada segundo saudoso que custa a passar, nos dias e noites embalados pelo afeto, em toda a rotina que não se repete, existe um amor em construção.

As bases já estão lá, rígidas e suaves como devem ser para servir o alicerce que abriga sentimentos tão genuínos e intensos. Sobre elas não se erguem divisas, somam-se vivências, experiências e cumplicidade para que o amor seja a arquitetura mais bela, contemplativa e singela a ser exibida por ali.

Viemos aqui hoje exaltar e celebrar os construtores desse amor. Estamos aqui para levar um pouco do que foi a poesia e a naturalidade com que Josie e Flávio brindaram seus familiares, amigos, ao abençoarem sua união num fim de tarde típico do outono bageense.

A paisagem era bucólica e marcante, e eles estavam diante de toda a essência que há no mundo para sacramentar os anos de dedicação e companheirismo que fazem do seu amor em movimento uma vida feliz. Josie e Flávio estão entrelaçados por elos eternos do sentimento mais puro, guardados em um lar iluminado e preenchido pela abundância da sua alegria.

Nosso casal está abençoado pela fé, pelas forças da natureza e por escolherem estar juntos na missão de renovar a cada olhar o amor que os dois transbordam no peito.
Casa-se quando as mãos se tocam, as almas se alinham e os corações se descompassam juntos. Celebra-se um casamento quando o amor deixa de ser construção e vira monumento de contemplação onde todas as sensações e emoções se fundem numa só missão: viver feliz.

Tivemos o privilégio de poder eternizar este momento tão especial na vida do casal, e temos agora a alegria de mostrar uma prévia do que aquele fim de tarde de maio reservou à Josie e Flávio. <3

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *