Juliana Moraes e Natio Baumhardt

Apesar do que possa parecer, amar não é onde tudo acontece em excesso. Amar é achar o ponto de equilíbrio exato entre o teu riso, teus desejos, tua alegria. É equilibrar sentimentos, ainda que a vontade seja de viver intensamente e apenas para o outro. Amar é ter o que oferecer e, tendo isso, cativar o outro a cada dia. Amar é poder surpreender, ainda que vivam anos juntos.

É saber brincar com as durezas da vida, conseguir fazer sorrir mesmo nos momentos mais difíceis. E é por isso tudo que exige da gente uma força de vontade de sair da zona de conforto. Amar é lidar com o impossível. É arriscar, sair da zona de conforto. Amar é viver para outro, sem jamais esquecer quem realmente somos.

A essência do amor está nas pequenas coisas, nada material, nem mesmo na beleza. A essência do amor está no que não conseguimos explicar. São borboletas no estômago, no coração, no corpo inteiro. É sentir-se vivo, dominado por um sentimento que ainda vai transformar o mundo!

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *